Foi realizada, nesta sexta-feira (16), na sede da CNT, em Brasília (DF), o evento de abertura da Semana Nacional de Trânsito 2022 e da Semana da Mobilidade. Os eventos têm o objetivo de incentivar a segurança viária e melhorar o transporte público. Na ocasião, o presidente da CNT, Vander Costa, também entregou, aos ministros da Infraestrutura Marcelo Sampaio, e do Desenvolvimento Regional, Daniel Ferreira, a publicação “O transporte move o Brasil – Propostas da CNT ao país”.

Sobre a Semana, o presidente da CNT, Vander Costa, frisou que a ação é mais uma oportunidade para a CNT contribuir com a conscientização de condutores, passageiros, ciclistas e pedestres em relação a um trânsito mais seguro. “ Para nós, do Sistema CNT, o envolvimento efetivo em ações e projetos dessa natureza é uma agenda prioritária. Afinal, o tema da segurança no trânsito faz parte da nossa atuação institucional. Pelo segundo ano consecutivo, fomos, em 2022, os apoiadores centrais do movimento Maio Amarelo e, agora, essa parceria se estendeu para a Semana Nacional do Trânsito.”

O presidente da CNT lembrou que a partir deste sábado, até o próximo dia 25 de setembro, o SEST SENAT promoverá uma grande mobilização nacional por ocasião da Semana Nacional de Trânsito. A instituição realizará ações de sensibilização em locais de circulação de motoristas, passageiros, motociclistas, ciclistas e pedestres, como terminais de cargas e de passageiros, pontos de parada, postos de combustíveis, empresas de transporte, além de outros espaços. Saiba mais aqui.

Além disso, a campanha do Maio Amarelo, neste ano, fez parte do calendário de Mobilizações Nacionais do SEST SENAT e, durante 10 dias, as equipes das unidades operacionais realizaram ações de conscientização em mais de 300 pontos em todo o país, registrando mais de 380 mil atendimentos.


Compromisso

O ministro da Infraestrutura, Marcelo Sampaio, falou da importância dos estudos e análises da CNT, para auxiliar todo o setor de transporte brasileiro, e do papel social da pasta. “Quando falamos de trânsito, falamos de agenda social. Por isso, é preciso ter políticas públicas consolidadas. A infraestrutura no país é um grande desafio, pois ela gera empregos e traz desenvolvimento. Nos últimos três anos, geramos 5 milhões de empregos. ”

O ministro de Desenvolvimento Regional, Daniel Ferreira, destacou que a mobilidade urbana e a segurança no trânsito andam juntos. “Com obras de pavimentação que levam infraestrutura básica e obras coletivas, como metrôs e BRT’s, é possível mudar a realidade das pessoas. ”   


CNT - Confederação Nacional do Transporte

SAUS Q.1 - Bloco J - Entradas 10 e 20
Ed. Clésio Andrade - CEP: 70070-944 - Brasília - DF
Fale Conosco: (61) 2196 5700

©2021 - Confederação Nacional do Transporte