As exportações de soja e milho pelos portos do Arco Norte – Itacoatiara (AM), Santarém e Vila do Conde (PA), Itaqui (MA) e Salvador (BA) – saltaram de 13 milhões de toneladas para 20 milhões de toneladas no acumulado de 2015, em comparação com 2014. Esse resultado representa um incremento de 54% no volume de escoamento de grãos pelos portos da região, de acordo com informações do Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento).

Conforme a SEP (Secretaria Especial de Portos), a tendência é que esse volume aumente com a entrada em operação de novos terminais portuários, principal objetivo dos leilões de arrendamento de seis áreas, todas no Pará. O certame está marcado para o dia 31 de março.

Das seis áreas que terão a administração repassada à iniciativa privada, cinco são para movimentação e armazenamento de grãos e uma para transportar fertilizantes, insumo importante do agronegócio.

Há cinco anos, o Arco Norte escoava 8% do total soja e milho destinado ao mercado internacional. Hoje já alcança 20% dos embarques totais do país. Os portos do Norte e Nordeste, por estarem mais próximos das áreas de produção do Centro-Oeste, permitem uma redução da ordem de US$ 50/tonelada no custo logístico.

Fonte: SEP

CNT - Confederação Nacional do Transporte

SAUS Q.1 - Bloco J - Entradas 10 e 20
Ed. Clésio Andrade - CEP: 70070-944 - Brasília - DF
Fale Conosco: 0800 728 2891

© 2019 - Confederação Nacional do Transporte