A 22ª edição do Prêmio CNT de Jornalismo já tem seus vencedores. São seis categorias, incluindo o Prêmio Especial de Meio Ambiente e Transporte. A reportagem com melhor colocação vence o Grande Prêmio.

A premiação acontece no dia 9 de dezembro, no Centro Internacional de Convenções do Brasil (CICB), em Brasília (DF).

Confira, abaixo, os vencedores:

Grande Prêmio

“Bicicletas 1 e 2” - Globo News, André Trigueiro

O programa Cidades e Soluções ouve pessoas que têm usado a bicicleta como uma opção de transporte que contribui para o meio ambiente e para a melhoria da mobilidade urbana.

Fotografia

“Mão fraterna” - Jornal Notícia Agora (ES), Bernardo Coutinho

Foto mostra um homem prestando solidariedade ao motorista de um caminhão que capotou na BR-101 Norte, em Serra, no Espírito Santo. Enquanto o motorista aguardava o socorro, homem dá a mão a ele, pela janela do veículo.

Impresso

“Quando o mar vira estrada” - Jornal O Globo, Henrique Gomes Batista

Durante 17 dias, a reportagem acompanhou um barco de contêineres para mostrar como funciona a navegação de cabotagem no Brasil. Foram percorridos 7.000 km entre o Porto de Santos e Manaus. A série de reportagens destacou ainda a situação dos portos no país, que têm graves problemas com terminais obsoletos.

Internet

“Eles fizeram foi morrer” - site Brio Media,  Lúcio Vaz

Em dez anos, pelo menos 50 crianças e adolescentes morreram quando utilizavam o transporte escolar. A reportagem percorreu 8.200 km por cinco Estados e entrevistou familiares de vítimas e autoridades. O trabalho mostra ainda um levantamento sobre as condições ruins dos veículos.

Rádio

“Na boleia do caminhão aos confins do Brasil” - Rádio Bandeirantes AM640, Luciano Nagel

Durante 17 dias, o repórter viajou na boleia de dois caminhões e percorreu estradas do Rio Grande do Sul ao Pará. O objetivo foi acompanhar de perto da rotina dos caminhoneiros e fazer um raio X das rodovias.

Televisão

“A máfia do seguro obrigatório” - Rede Globo, Wagner Suzuki

Equipe investigou fraudes envolvendo o Dpvat. O dinheiro que deveria indenizar vítimas de acidentes de trânsito foi para golpistas. Fraude pode chegar a R$ 1 bilhão por ano.

Prêmio Especial Meio Ambiente e Transporte

“Cemitérios de Lata” - Jornal Correio Braziliense, Ivan Iunes

Matéria questiona o que fazer com automóveis, barcos, aviões e outros meios de transporte em final de vida útil. Mostra que mais de 4 milhões de toneladas de aço e outros materiais se transformam em lixo a cada ano.


O Prêmio CNT de Jornalismo estimula a produção de matérias relacionadas à atividade transportadora para que a sociedade possa refletir sobre a importância do setor no processo de desenvolvimento econômico e social do Brasil. A qualidade dos trabalhos inscritos indica a competência profissional dos jornalistas brasileiros.

A avaliação foi feita por cinco jurados: Bia Sant’Anna, diretora de conteúdo do IG; Domingos Meirelles, apresentador da TV Record; Ana Dubeux, editora-chefe do jornal Correio Braziliense; Milton Jung, apresentador da rádio CBN; Liedi Bernucci, doutora em engenharia de transportes e professora da Escola Politécnica da USP.

Assessoria de Imprensa da CNT – (61) 3315-7140 / 7142 / 7312/ 7035

CNT - Confederação Nacional do Transporte

SAUS Q.1 - Bloco J - Entradas 10 e 20
Ed. Clésio Andrade - CEP: 70070-944 - Brasília - DF
Fale Conosco: 0800 728 2891

© 2019 - Confederação Nacional do Transporte