O presidente da CNT (Confederação Nacional do Transporte), Vander Costa, participou, nesta segunda-feira (10), do 20º Seminário Brasileiro do Transporte Rodoviário de Cargas, evento proposto pelo deputado Gonzaga Patriota (PSB-PE) e realizado em parceria com a Associação Nacional do Transporte de Cargas & Logística (NTC) e a Federação Interestadual das Empresas de Transporte de Cargas (Fenatac).

O tema desta edição é o Projeto de Lei n° 6093/19, que visa criar o DT-e (Documento Eletrônico de Transporte). O documento pretende substituir diversos papéis exigidos atualmente para o exercício da atividade transportadora de cargas. O projeto foi incluído na lista de prioridades do governo para o Congresso neste ano.

Em sua fala, o presidente da CNT enfatizou o apoio da entidade a projetos que visem a desburocratização e a modernização do Estado. Porém, aconselhou cautela para que não se criem exigências novas ou redundantes. “É imprescindível que o texto final do projeto defina, de forma clara e expressa, os documentos que serão substituídos pelo DT-e e atenda à realidade e à necessidade do setor”, afirmou.

Participaram do encontro parlamentares, autoridades e representantes de entidades ligadas ao transporte, entre eles: o deputado Carlos Chiodini (MDB-SC), presidente da Comissão de Viação e Transportes; o secretário executivo do Ministério da Infraestrutura, Marcelo Sampaio; o presidente da Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística, Francisco Pelucio; o presidente da Federação Interestadual das Empresas do Transporte de Cargas, Paulo Afonso Lustosa; e o deputado Diego Andrade (PSD-MG), relator do PL n° 6093/19.


CNT - Confederação Nacional do Transporte

SAUS Q.1 - Bloco J - Entradas 10 e 20
Ed. Clésio Andrade - CEP: 70070-944 - Brasília - DF
Fale Conosco: (61) 2196 5700

©2021 - Confederação Nacional do Transporte