Oferecido pela primeira vez pelo ITL (Instituto de Transporte e Logística), o curso executivo Governança, Compliance e Gestão de Riscos com Ênfase no Transporte e Infraestrutura teve sua aula magna nesta terça-feira (2), com a presença de diversos convidados. O evento foi híbrido, sendo que parte do público o assistiu presencialmente no auditório da CNT, em Brasília, enquanto os alunos acompanharam a sessão pelo canal da CNT no YouTube.

O presidente do Sistema CNT, Vander Costa, foi o responsável por dar boas-vindas à turma e exaltou a importância da temática a ser trabalhada ao longo de seis meses de encontros e dinâmicas. “A governança estruturada é a base de tudo. Sem ela, nenhuma organização consegue produzir riqueza de forma sustentável. Estamos falando sobre a cultura e as práticas que vão garantir a longevidade de um empreendimento. Reforço, ainda, a necessidade de se observar a agenda ESG. Cada vez mais, as boas práticas ambientais, sociais e de governança serão usadas como critério para obter recursos, fechar contratos e participar de licitações”, disse.

O ministro do TCU e embaixador da Rede Governança Brasil, Augusto Nardes, compôs a mesa de abertura e proferiu a palestra “Os avanços da governança no Brasil e o papel do TCU”. Em sua fala, o ministro falou sobre os esforços institucionais que culminaram com o advento do decreto n.° 9.203, de 2017, que dispõe sobre a política de governança da administração pública federal direta, autárquica e fundacional.

“Que a gente possa disseminar uma política de governança e que ela possa repercutir também nos estados. Na verdade, é preciso que haja uma sincronização entre estados, municípios e União para que possamos pensar a nação a longo prazo, em 2050, por exemplo. Sem governança, não há perspectiva de deixar legado. Por isso, nós, no TCU, criamos secretarias especializadas, criamos indicadores de governança e continuamos trabalhando para orientar os administradores públicos”, afirmou.

Promovida pelo SEST SENAT, a formação faz parte do Programa Avançado de Capacitação do Transporte e teve o conteúdo idealizado pelo IGCP (Instituto Latino-Americano de Governança e Compliance Público). Representando a instituição de ensino, estiveram presentes Dinaura Tedesco, diretora de Ensino e Projeto do IGCP, bem como os coordenadores do curso, os professores José Luís Vidal e Marcio Lima Medeiros.

Como representante do MInfra (Ministério da Infraestrutura), o secretário Bruno Eustáquio ressaltou o trabalho da pasta em consolidar, internamente, uma cultura de governança que acabou se tornando uma “vitrine para a Administração Pública”, como definiu. “Se eu pudesse resumir a governança bem consolidada em uma palavra, eu diria que é um constrangimento. A governança otimiza processos e, eventualmente, cria constrangimentos a aventureiros que queiram flertar fora de seus domínios”, ponderou.

Durante a abertura, houve o lançamento do livro “Governança, riscos e performance sob enfoque da infraestrutura de transportes”, de autoria do professor Marcio Lima Medeiros e do ex-secretário de Transportes Terrestres, Marcello Costa, que estava presente. Também prestigiaram o evento o diretor presidente da Valec, André Kuhn; o secretário executivo adjunto do Ministério do Meio Ambiente, Daniel Catelli; o diretor de Relações Institucionais da CNT, Valter Luís de Souza; entre outras autoridades.


CNT - Confederação Nacional do Transporte

SAUS Q.1 - Bloco J - Entradas 10 e 20
Ed. Clésio Andrade - CEP: 70070-944 - Brasília - DF
Fale Conosco: (61) 2196 5700

©2021 - Confederação Nacional do Transporte