A delegação formada por executivos de algumas das maiores empresas de transporte do Brasil, que integra a Missão Internacional do Transporte aos Emirados Árabes Unidos, realizou visita técnica, neste domingo (16), a Expo 2020 Dubai, onde 192 países apresentam o que há de mais inovador e que traz, como um dos temas centrais, a mobilidade.

A missão é organizada, durante esta semana – até o dia 22 de janeiro –, pelo Sistema CNT, composto pela Confederação Nacional do Transporte, pelo SEST SENAT e pelo ITL, e pela CCAB (Câmara de Comércio Árabe-Brasileira), e promove uma imersão em ambientes de avançada tecnologia nos Emirados Árabes Unidos, referência global em inovação no transporte e na logística.

A Expo, por sua vez, é uma exposição universal itinerante, promovida a cada cinco anos, em que a maior atração são os pavilhões dos países participantes. Anunciada como o maior evento internacional aberto ao público desde o início da pandemia, a Expo Dubai acontece com um ano de atraso por causa da covid-19 e vai até 31 de março de 2022. A última edição foi em Milão, em 2015, e a próxima está prevista para 2025, nas cidades japonesas de Osaka e Kansai. Neste edição, o evento está sendo realizado desde 1º de outubro de 2021.

A delegação brasileira iniciou a visita técnica pelo pavilhão do Brasil, onde foi recebida pelo comissário-geral do Brasil na Expo Dubai, general Elias Martins Filho. Segundo ele, o pavilhão vem recebendo delegações das três esferas públicas, além de empresários, investidores, startups, empreendedores e representantes setoriais. Ao todo, serão 11 fóruns temáticos de negócios, 150 oportunidades de investimento apresentadas ao mercado e 94 eventos de atração de investimentos de grande porte. Até o final da Expo, a expectativa é receber mais de 15 milhões de visitantes.

O comissário ressaltou que o pavilhão é um espaço para que os parceiros do país, públicos ou privados, possam ampliar seus negócios. “E, também, reforçar a imagem positiva que o Brasil tem na área de desenvolvimento sustentável”, declarou.

Na ocasião, o presidente da CNT, Vander Costa, destacou a importância estratégica de o Brasil ter um espaço de destaque em um evento da dimensão da Expo Dubai e afirmou que o setor de transporte está disposto a conversar para atrair capital privado para os investimentos necessários. “É muito importante para o setor de transporte marcar presença em um evento global, no qual são apresentados propostas para alguns dos principais desafios da logística mundial, com ambientes de avançado desenvolvimento tecnológico, com muitos potenciais parceiros.”

Na sequência da visita técnica, a delegação de empresários conheceu os espaços do Kuwait, onde foi recepcionada pelo diretor Mazen Alansari, e do Catar. Na parte da tarde, a delegação foi dividida em três grupos, que se revezaram entre os pavilhões da Arábia Saudita, do Egito e da China.

Nesses pavilhões, os empresários tiveram a oportunidade de conhecer iniciativas inovadoras dessas nações nas áreas de mobilidade e sustentabilidade, bem como entender o momento econômico dos países com vistas a parcerias futuras. Os sauditas ofereceram um vislumbre do futuro que eles esperam, baseado nos pilares pessoas, natureza, patrimônio e oportunidade. Os egípcios, além de promoverem uma imersão em sua rica e milenar história, apresentaram seus megaprojetos de infraestrutura, como a construção da sua nova capital. Os chineses demonstraram todo o seu pioneirismo tecnológico, com projetos consistentes de cidades inteligentes e processos de eletrificação, além dos avanços na corrida espacial.

A missão internacional prossegue nesta segunda-feira (17), com visitas previstas ao Parque Tecnológico de Pesquisa, Tecnologia e Inovação de Sharjah, reunião com a empresa de entrega de combustíveis CAFU e encontro com representantes da APEX Brasil.

CNT - Confederação Nacional do Transporte

SAUS Q.1 - Bloco J - Entradas 10 e 20
Ed. Clésio Andrade - CEP: 70070-944 - Brasília - DF
Fale Conosco: (61) 2196 5700

©2021 - Confederação Nacional do Transporte