A 23a edição da Fenatran – Salão Internacional do Transporte Rodoviário de Carga começou nessa segunda-feira (7/11) com força total. Realizado no São Paulo Expo, na capital paulista, o evento reúne mais de 500 marcas, de oito países – entre montadoras de caminhões e veículos de cargas, grandes players de implementos e outros setores que integram a cadeia de valor de transporte –  em um pavilhão de mais de 100 mil metros quadrados.

O tamanho da feira, que é 20% maior do que a última edição, realizada em 2019, é proporcional ao otimismo revelado pelos expositores e por entidades que representam o setor, especialmente no que diz respeito às novas tecnologias apresentadas, ao aumento da competitividade e, portanto, ao desenvolvimento do mercado transportador no Brasil.

Ao participar da cerimônia de abertura ao lado de importantes representantes do setor e do Poder Público, o presidente da CNT (Confederação Nacional de Transporte), Vander Costa, disse que o transporte rodoviário de cargas vive um momento chave para o seu desenvolvimento. “Já são realidade, no cotidiano das empresas transportadoras, o ESG, a descarbonização e a conectividade. Trata-se de um setor que tem desafios e problemas diversos, que requerem soluções múltiplas”, afirmou.

O presidente da CNT espera que, além de possibilitar oportunidades de negócio, a Fenatran de 2022 apresente ao Brasil as mais novas tecnologias para o setor e indique os caminhos mais assertivos para alcançarmos, por exemplo, as exigências da norma Euro 6. “Também temos a expectativa que esse seja um momento para discutirmos, de maneira mais efetiva, alternativas energéticas para o transporte”, concluiu.

Assim como Vander Costa, o presidente da NTC & Logística (Associação Nacional de Transporte de Cargas e Logística), Francisco Pelucio, acredita que a Fenatran está no contexto da retomada do crescimento. “O setor acredita em um futuro favorável e essa é a hora de se fazer negócios. Esta será a maior Fenatran de todos os tempos”, afirmou.

As mais diversas tecnologias apresentadas pelos expositores da feira têm muito em comum quando se leva em conta a preocupação em oferecerem o mais moderno no que diz respeito à conectividade, à segurança, à maior eficiência, à redução de custos operacionais e à sustentabilidade.

Sustentabilidade, aliás, é o ponto convergente entre as marcas e um tema sobre o qual o presidente da Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores), Mário de Lima Leite, fez questão de abordar. “Gostaria de ressaltar a relevância de três importantes pilares para sustentabilidade no setor: a cadeia de fornecedor, a academia e o setor público”.

 Ainda sobre o assunto, ele contou que a Anfavea estará na COP27 (27ª Conferência das Nações Unidas sobre a mudança do clima), no Egito, para mostrar como a indústria brasileira tem investido na descarbonização. “Vivemos um grande desafio e acredito que o Brasil tem a oportunidade de se formar como um grande player da indústria”, concluiu.

Além dos presidentes da CNT, da NTC & Logística e da Anfavea, participaram da cerimônia de abertura: o diretor geral da RX para a América Latina, Cláudio dela Nina; o presidente da Anfir, José Carlos Spricigo; o ministro da Ciência e Tecnologia e Inovações, Paulo Alvim; e o secretário de Fazenda do Estado de São Paulo, Felipe Salto.

SEST SENAT na Fenatran

A Unidade Móvel de Treinamento do SEST SENAT – Módulo Simulador foi lançada nesta edição da Fenatran. Fruto de uma parceria entre a instituição e a Mercedes-Benz, a iniciativa consiste na adaptação do simulador de direção do SEST SENAT dentro de um ônibus da montadora.

O objetivo central do projeto é promover a segurança viária com o uso tecnologia de ponta a serviço da qualificação profissional dos trabalhadores de transporte.Na Unidade Móvel de Treinamento, o motorista receberá orientações sobre direção segura e econômica, comportamentos assertivos na condução do veículo e tecnologias para a segurança no transporte.

Sobre a Feira

O 23º Salão Internacional do Transporte Rodoviário de Carga acontece entre os dias 7 e 11 de novembro, em São Paulo (SP). Além de apresentar os lançamentos, as tendências e as perspectivas para o mercado das montadoras e de outros setores importantes, como intralogística, gestão de frotas, implementos rodoviários e autopeças e motores, a feira conta com a realização paralela da 34ª edição da MOVIMAT, que reúne toda a cadeia de logística integrada para a América Latina.  

Outros destaques da programação são a Fenatran Experience, espaço dedicado a testes de veículos das grandes montadoras do país, e a realização de dois grandes fóruns sobre transporte sustentável e a presença das mulheres no transporte. A feira tem a expectativa de receber um público especializado de 65 mil visitantes e gerar um volume de negócios de R$ 9 bilhões.

CNT - Confederação Nacional do Transporte

SAUS Q.1 - Bloco J - Entradas 10 e 20
Ed. Clésio Andrade - CEP: 70070-944 - Brasília - DF
Fale Conosco: (61) 2196 5700

©2021 - Confederação Nacional do Transporte