O presidente da CNT, Vander Costa, coordenou, nessa segunda-feira (15), uma mesa redonda que debateu a questão da segurança pública durante o Fórum Jurídico de Lisboa, evento realizado pelo IDP (Instituto Brasileiro de Ensino, Desenvolvimento e Pesquisa), o ICJP (Instituto de Ciências Jurídico-Políticas da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa) e a FGV (Fundação Getulio Vargas).

Durante o debate, foram apresentados os impactos da criminalidade em diversos setores da economia e debatida a necessidade de ações conjuntas para que esse problema seja minimizado. Na abertura da mesa, o ministro do STF, Gilmar Mendes, destacou como o setor de transporte tem sofrido com o problema do roubo de cargas, um dos fatores que contribuiu para o encarecimento do Custo Brasil.

De acordo com Vander Costa, a segurança é tema fundamental para o exercício da atividade transportadora. “Apesar de os números terem caído no último ano, ainda temos o grande impacto do roubo de cargas. Infelizmente, esse tipo de crime hoje tem claro envolvimento com o tráfico de armas e vem causando problemas sérios em várias regiões do país. A principal delas é o Rio de Janeiro, onde empresas têm deixado de atuar devido à falta de segurança”, relatou.

No ano passado, foram registradas 14.159 ocorrências de roubos de cargas no Brasil, segundo dados da NTC&Logística (Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística), causando prejuízos para as empresas que chegaram a R$ 1,2 bilhão. Na última semana, o SEST SENAT realizou uma grande campanha nacional para conscientizar sobre a importância de se ter ações relacionadas ao tema.

Também participaram do debate Raul Jungmann, ex-ministro da Segurança Pública do Brasil (2016-2018); Francisco-Coutinho, professor de Direito na Universidade Nova de Lisboa e doutor em Direito pela Universidade Nova de Lisboa; Danyelle Galvão, professora do Instituto Brasileiro de Ensino, Desenvolvimento e Pesquisa e doutora em Direito Processual pela Universidade de São Paulo; e Walfrido Warde, presidente do Instituto para Reforma das Relações entre Estado e Empresa, advogado e doutor em Direito Comercial pela Universidade de São Paulo.

Sistema CNT participa de debates sobre outros temas relevantes e atuais

Na sexta-feira (12), o presidente da CNT, Vander Costa, representou o setor transportador no Seminário "Agronegócio Sustentável no Brasil", que também foi realizado em Lisboa e faz parte da agenda paralela do Fórum Jurídico de Lisboa.

Durante sua participação no Ciclo de Palestras "Financiando o Desenvolvimento Sustentável", Vander Costa destacou que a CNT trabalha pela redução da emissão de poluentes. “Atualmente, o transporte é responsável por 22,9% das emissões de CO2 no país. Precisamos trabalhar para reduzir esse quadro, e essa redução é possível. Há muitos projetos interessantes com esse objetivo”, afirmou.

Nesta terça-feira (16), a diretora executiva nacional do SEST SENAT, Nicole Goulart, participa da mesa-redonda "Trabalho 4.0", na qual serão discutidos os novos cenários do futuro do trabalho. A apresentação está marcada para às 14h30, horário de Portugal — 11h30, horário do Brasil. Mais informações aqui.

CNT - Confederação Nacional do Transporte

SAUS Q.1 - Bloco J - Entradas 10 e 20
Ed. Clésio Andrade - CEP: 70070-944 - Brasília - DF
Fale Conosco: (61) 2196 5700

©2021 - Confederação Nacional do Transporte